Fanzine Brasil

domingo, 12 de maio de 2019

12 MÚSICAS SOBRE UFOLOGIA E ALIENÍGENAS:

Por: Vannucchi e Marinho

Preparamos para vocês uma lista inusitada na qual foram selecionadas doze músicas baseadas em Ufologia. Há muito tempo atrás os seres humanos, ao olharem para o céu e perceberem sua imensidão, perguntam-se se haveria alguma forma de vida em outros planetas. Atualmente, tudo indica que existe – ainda que não se trate de vida inteligente. Com isso em mente, separamos algumas músicas que se encaixam no tema compostas por nomes como Raul Seixas, David Bowie, Blink-182 e Neil Young, entre outros. No final desse texto, nossos leitores ainda conferem uma entrevista feita com o ufólogo  Carlos Casalicchio, que também é palestrante e colaborador da Revista Ufo.


PAPAI NOEL E.T - GEPUS E BANDA THREE ROCKS:

A música que inaugura nossa lista foi criada pelo G.E.P.U.S (Grupo de Pesquisas Ufológicas de Sorocaba) e pela banda Three Rocks, e foi originalmente lançada no final de 2015. “Papai Noel E.T” conta com uma excelente composição instrumental e com uma letra muito interessante. Vamos torcer para que eles produzam mais músicas criativas como essa.

S.O.S DISCO VOADOR - RAUL SEIXAS:

Uma das canções mais geniais de Raul Seixas, na qual o músico propõe uma curiosa reflexão sobre o quanto o ser humano encontra-se alienado em seu cotidiano, de forma a distanciar-se de indagações, refutações, senso crítico e buscas pelos mistérios que frequentemente o rodeiam. Os meios de comunicação e o trabalho sugam o homem que, embora seja constantemente bombardeado por sinais sobrenaturais, parece não ter tanto para pensar sobre tais ocorrências.

É um pedido de ajuda, um suplício para que os extraterrestres nos retirem desta finitude, deste plano que, em muitos casos, limita-se para consciências grandiosas. Eis o homem, sempre tão discreto diante da grandiosidade do espaço.

ZERO ZERO UFO - RAMONES:

Em uma música bem barulhenta, um dos maiores ícones do movimento Punk também deixa sua “mensagem ufológica”. “Zero Zero UFO” carrega a assinatura típica do Ramones, possuindo velocidade sonora e o vocal escrachante típico de Joey Romone. A faixa faz parte do Brain Drain, de 1989, que é um dos ótimos trabalhos do grupo norte-americano, no qual também se encontra a aclamada “Pet Semetery”.

"As entidades governamentais e de inteligência que possivelmente possuam evidencias, não as tornam públicas, por motivos também desconhecidos, mas muito especulados." (Carlos Casalicchio, ufólogo, palestrante e colaborador da Revista Ufo).

STARMAN - DAVID BOWIE:

Seria terrivelmente injusto se uma lista que relaciona Ufologia com Rock And Roll, não mencionasse o camaleão. Ao longo de sua brilhante carreira, David Bowie produziu diversas faixas que, de alguma maneira, abordam temáticas ufológicas. Aliás, é preciso dizer que essas tantas abordagens aconteceram pelo fato de que o músico realmente possuía interesse pelo assunto e, claro, isso ficou bastante evidente ao longo de sua trajetória.

Escolhemos a popular “Starman” para ocupar espaço nessa lista. A canção foi lançada em abril de 1972 e posteriormente foi incluída no glorioso álbum The Raise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars. A letra de “Starman” é muito interessante e representa uma mensagem de Ziggy, um alienígena fictício criado por Bowie, na qual o extraterrestre conta aos humanos sobre seus sentimentos, sobre ele próprio e, de certa forma, sobre a maneira como ele percebe a vida terrena a partir de sua cosmovisão. A reflexão sobre essa faixa pode se estender bastante… quem sabe não escrevemos um próximo texto só para isso?

Em mais de uma música de sua vasta discografia,  Bowie menciona alienígenas

NO ONE WANTS AN ALIEN - WIPERS:

Em uma música melódica feita por uma das bandas mais incompreendidas do movimento Punk, Greg Sage – o líder dos Wipers – mostra um tema recorrente nas letras sombrias da banda: a falta de se sentir disperso da multidão a sua volta. A ambiguidade das letras é bem posta nessa música. Ao mesmo tempo em que se coloca em uma posição solitária de um ser que é mal compreendido pelos seus semelhantes, também mostra a visão de um ser alienígena nascido longe do seu verdadeiro lar e desconectado do mundo ao seu redor.

MOTORWAY TO ROSWELL - PIXIES:

O Pixies aborda nessa música um dos casos mais famosos da ufologia mundial, em que um suposto OVNI teria caído em um rancho na cidade de Roswell, sendo mais tarde recolhido por militares e dando origem à várias teorias da conspiração. Aliás, canções sobre seres extraterrestres são bem presentes nos trabalhos do Pixies, especialmente no terceiro álbum, Bossanova, que, inclusive, tem o tema como ponto central do álbum.

AFTER THE GOLD RUSH - NEIL YOUNG:

Nesta balada triste e amargurada, Neil Young aborda três épocas diferentes, sendo que duas delas apresentam visões sobre a Mãe Natureza, sendo o sol o único ligado aos três versos. O primeiro verso reflete sobre as celebrações nos tempos medievais para o sol que flutuava na brisa; o segundo sobre os tempos atuais, em que o cantor se encontra angustiado quando ocorre uma explosão atômica; e por último, o terceiro verso, onde as naves alienígenas chegam a Terra para transportar os escolhidos para um novo lar no sol.

IT COME OUT OF THE SKY - CREEDENCE CLEARWATER REVIVAL:

O Creedence Clearwater Revival conta nesse southern rock animado uma história sobre um OVNI que cai do céu e deixa a população num frenesi, com o Vaticano e o governo tentando tomar posse do objeto, Hollywood fazendo um filme épico sobre o ocorrido e figuras públicas fictícias se aproveitando do ocorrido para se tornarem ícones internacionais.

MR. SPECEMAN - THE BYRDS:

Ao lado da música irmã “5D (Fifth Dimension)”, a canção aborda o tema sobre ficção científica e vida extraterrestre. Semelhante a “S.O.S Disco Voador” de Raul Seixas, o narrador gostaria de ser levado pelos seres extraterrenos, embora não diga diretamente o motivo para tal. Ele parece ter mantido uma boa comunicação, que fica evidente no verso “espero que eles cheguem em casa bem”.

Uma curiosidade é o fato de McGuinn e seu companheiro de banda David Crosby quererem entrar em contato com aliens via transmissão de rádio com a música. McGuinn contou em uma entrevista para a revista ZigZag que “estava interessado em astronomia e na possibilidade de me conectar com vida extraterrestre e achei que poderia funcionar, se tentássemos contatá-los. Eu pensei que a música sendo tocada no ar poderia ser uma maneira de chegar até eles. Mas mesmo que houvesse alguém lá encima ouvindo, eles não teriam ouvido porque descobri mais tarde que as ondas de rádio AM se difundem no espaço rapidamente”.

STARSHIP TROOPER - YES:

Era provável que apareceria uma banda de Rock Progressivo em nossa lista. Bem, aqui está. O Yes, um dos maiores representantes de tal gênero musical, tem uma letra que parece narrar uma viagem espacial de um explorador galáctico. A música foi lançada em 1971 e faz parte do álbum The Yes Album.

“Starship Trooper” convida o ouvinte para uma viagem alucinante por entre as estrelas, planetas, seres extraterrenos, e encantos do espaço sideral que são, simultaneamente, tão próximos e igualmente tão distantes de nós. Feche os olhos e desfrute deste incrível música… navegue… 

"Acredito que somos visitados há milhares de anos e que, em algumas eras, tivemos interação pública e direta com seres de outros planetas, e troca de informações proporcionando saltos tecnológicos extraordinários." (Carlos Casalicchio, ufólogo, palestrante e colaborador da Revista Ufo).
ALIENS EXIST - BLINK 182:

O Blink 182 também registrou a temática em uma de suas músicas. Na letra da canção, encontramos a situação na qual um indivíduo começa a suspeitar que foi alvo de experiências e contatos com extraterrestres, mas ninguém acredita nele – e ele próprio fica confuso com isso tudo. É, meus amigos, esse tipo de ocorrência é mais frequente do que imaginamos.

STARSHIP - MC5:

O MC5, um dos maiores nomes do Protopunk também gritou e fez barulho para contar sobre a história de uma nave-espacial que parte deste planeta para um local distante e encantador, numa viagem mágica, intensa e cheia de aventuras. Comandada pela guitarra suja, creio que seja uma das músicas mais caprichadas da banda, vale a pena conferir.

Abaixo, você acompanha um bate-papo exclusivo que o Audiograma teve com o Carlos Casalicchio, ufólogo, palestrante e colaborador da Revista Ufo:

Quais são as principais evidências que temos hoje em dia que indicam que não estamos sozinhos no universo?

Cientificamente, já fomos capazes de entrar milhares de exoplanetas através dos telescópios Hubble e Keppler. Desses milhares há, pelo menos, uma dúzia de planetas que são muito semelhantes ao planeta terra, como o kepler 452b, que é 60% maior do que a terra, tem 385 dias no ano e está na mesma zona (Goldilocks) que o nosso planeta em relação ao seu sol, proporcionando um ambiente favorável ao desenvolvimento da vida, como conhecemos.

Em conspirações, já temos evidencias reveladas por entidades de inteligencia e governamentais de vários países do mundo, como França, Rússia, Itália, Chile, e Estados Unidos. Inclusive, no início de 2017, a CIA liberou mais de 12 milhões de documentos secretos, e em muitos deles é confirmado o interesse investigativo da agência desde a década de 1940. No Brasil, a força aérea liberou mais de 5 mil documentos confirmando investigações, avistamentos, conversas entre pilotos e até dados de radar sobre objetos não identificados.

E, finalmente, temos o testemunho de milhares de pessoas que, mesmo sem conhecerem os pormenores dos relatos de outras testemunhas, descrevem com muita fidelidade e detalhe objetos voadores, seres de várias raças, abduções, e há vezes, marcas no corpo que são muito similares. Esses testemunhos, muitas vezes de fontes extremamente respeitáveis, são o legado de que não estamos sozinhos e que, principalmente, estamos sendo visitados por seres de outros mundos.

Por que ainda há tanta resistência por parte de algumas pessoas em acreditar na existência de seres extraterrestres?

Infelizmente, a maior parte da população mundial (cerca de 2/3) não desenvolve intelecto suficiente para questionar ou investigar seu mundo. Então, essa maioria, acaba por acreditar no que a mídia as doutrina a acreditar – por meio de notícias de desinformação, novelas, filmes, humor, etc.

A mídia, talvez por interesse maior, insiste em tratar o assunto com escárnio e ridículo. Consequentemente, essa massa da população é doutrinada a acreditar e tratar o assunto da mesma forma.

Quais são os fatores que mais o convencem de que somos visitados por seres de outros planetas?

No meu caso, os mesmos pontos que apontei como evidencias, são os que me convencem que estamos sendo visitados. Mas, também há vários mistérios históricos das civilizações antigas, que tinha conhecimento e tecnologia aparentemente muito superior à que temos hoje. Acredito que somos visitados há milhares de anos e que, em algumas eras, tivemos interação pública e direta com seres de outros planetas, e troca de informações proporcionando saltos tecnológicos extraordinários.

Poderia fazer uma proposta reflexiva para pessoas que não acreditam no fenômeno ufológico?

Frequentemente, em palestras, abordo o mesmo assunto e aponto todas as evidencias já listadas nas perguntas anteriores. Também abordo a dimensão do universo (que nem conhecemos por inteiro) e a idade do nosso planeta. Nosso universo tem cerca de 28 bilhões de anos luz em diâmetro. Cada segundo luz são aproximadamente 300 mil kilometros. Esses números nos dão uma pequena noção do tamanho do universo, apesar de serem tantos zeros que fica impossível conceber uma compreensão realista dessa dimensão. Nosso planeta tem cerca de 4,3 bilhões de anos de vida. O universo tem aproximadamente 13 bilhões de anos de vida. Nesses 9 bilhões de anos de diferença entre o universo e a Terra, nesse universo tão vasto, seria completa ignorancia pensar que somos o único planeta que foi capaz de desenvolver vida. Esse tipo de dogma primitivo e retrógrado ainda está enraizado no psique humano, mas aos poucos será vencido.

Como a Ufologia é vista no Brasil?

O Brasil é um país muito ativo na Ufologia mundial. Por ser um dos maiores países do mundo, possui uma variedade de casos intrigante. Desde o caso Villas Boas, de 1957, que foi considerado o primeiro relato de abdução do mundo, até a operação Prato, em Colares, Pará, e mesmo o caso de Varginha, em Minas Gerais. Esses são alguns dos casos mais comentados e estudados da ufologia mundial. O Brasil, também, tem a revista de maior história do mundo, sobre o assunto, a Revista UFO, com mais de 30 anos de existência.

Também, existem dúzias de grupos e pessoas que assiduamente estudam o assunto, dentre elas algumas que investigam a campo e trazem maiores informações sobre casos já existentes e novos casos.

Há provas concretas da existência de OVNIs?

Não há evidencias concretas, que sejam de conhecimento público. Por 2 motivos. Essas civilizações, por quaisquer interesses, não se fizeram públicas. As entidades governamentais e de inteligencia que possivelmente possuam evidencias, não as tornam públicas, por motivos também desconhecidos, mas muito especulados.

Poderia nos indicar livros, filmes, sites, documentários e afins para obtenção de mais informações sobre o assunto?

Há milhares de livros e filmes sobre o assunto. Recomendo visitar o site da Revista Ufo, da Mufon, do Tercer Milênio, etc. Recomendo os filmes Contato de 1997, Intrusos de 1992, Interstellar de 2014. Livros, um ótimo começo é o livro do Erik Von Daniken – Eram os Deuses Astronautas. Esse livro foi um vanguarda da ufologia mundial.

Também recomendo o livro Contato, do Carl Sagan, Intruders do Budd Hopkins, e livros sobre a operação Prato e caso Varginha. Em astronomia (para abrir os olhos), recomendo Uma Breve História do Tempo, do Stephen Hawking, e O Livro de Ouro do Universo, de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão.
OBS: Texto anteriormente publicado no site Audiograma: http://www.audiograma.com.br/2018/07/12-musicas-sobre-ufologia-extraterrestres/ 


0 comentários:

Postar um comentário

TwitterFacebookRSS FeedEmail