Fanzine Brasil

terça-feira, 7 de abril de 2020

9 CURIOSIDADES SOBRE O DEAD CAN DANCE:

Por: Juliana Vannucchi e Gabriel Marinho

“Em última análise, a mensagem é abrir catarticamente as possibilidades de outros seres humanos terem um espaço onde possam olhar para dentro e descobrir quem realmente são”. - Lisa Gerrard.

Selecionamos alguns fatos interessantes sobre uma das bandas mais primorosas de todos os tempos. Confiram nossa lista e deixem seus comentários!

O MISTERIOSO IDIOMA FALADO POR LISA GERRARD:

Lisa Gerrard canta algumas músicas numa língua desconhecida, inventada por ela mesma. Certa vez, a vocalista do Dead Can Dance comentou que começou a cantar dessa forma quando tinha aproximadamente doze anos e disse que esse idioma vem de dentro de si e é algo inexplicável. Gerrard também falou que essa é a “linguagem do coração” e que acreditava que ela estava falando com Deus quando era criança e cantava nessa língua. O ato de se falar num idioma inventado chama-se “idioglossia” e pouquíssimas pessoas têm capacidade de fazer isso.

A RELAÇÃO ENTRE LISA GERRARD E BRENDAN PERRY:

Brendan Perry e Lisa Gerrard já foram casados, embora sempre tenham sido muito discretos em relação a suas vidas particulares. Durante o período de gravação do álbum “The Serpent’s Egg”, eles estavam juntos, contudo, dois anos mais tarde, na época da produção do “Aion”, já não havia nada entre os músicos. Pouco tempo depois da gravação desse álbum, Lisa começou a namorar, se casou e teve uma filha (que nasceu em 1992). Perry também se casou novamente e também teve uma filha.
De maneira geral, o relacionamento de ambos teve altos e baixos, mas numa entrevista ao Chicago Tribune, Gerrad comentou que ambos sempre tiveram uma sintonia grandiosa e que, ao lado de Brendan, descobriu muitas referências marcantes na arte, na literatura e na filosofia.

INFLUÊNCIA DA FILOSOFIA DE NIETZSCHE:

O último álbum de estúdio que o DCD lançou recebeu influência do livro “O Nascimento da Tragédia”, escrito pelo pensador Friedrich Nietzsche. Perry comentou que essa obra filosófica foi uma verdadeira revelação para ele. De acordo com o músico, a leitura o levou a descobrir o significado do dualismo entre o apolíneo e o dionisíaco. Ele disse que o primeiro desses aspectos “é sobre ordem, meditação e controle”, enquanto o segundo se relaciona com “a liberdade, sendo quase uma improvisação”. O músico também explicou que quando essas duas forças atuam em conjunto é que surge a arte.

Quando se conheceram, Brendan logo percebeu que Lisa era uma artista de Vanguarda.

DIONÍSIO: O DEUS DA EMBRIAGUEZ:

Em relação ao último álbum, que a banda lançou em 2018, Perry disse: “É uma energia subliminar e inconsciente, que faz parte da natureza”. De acordo com ele, justamente por carregar tais características, não seria possível compreendê-lo através do intelecto.
O título e o conceito do álbum são referências ao Deus grego Dionísio e aos festivais dedicados a ele. Perry disse: “Parte da celebração dionisíaca é alcançar ekstasis ou ecstasy”. O músico comentou também que em certos locais do mundo nos quais não há forte influência do cristianismo, ainda existem remanescentes dos festivais dionisíacos. Brendan disse: “As pessoas usam máscaras e dançam em círculos quase como se o tempo parasse em suas celebrações. Há um festival em particular chamado Kukeri, na Bulgária, que é realmente bonito”.

A CARREIRA SOLO DE LISA GERRARD:

Lisa Gerrard não possui notoriedade apenas pelas produções musicais feitas em parceira com Brendan Perry, mas também por sua prestigiada carreira solo. A cantora australiana possui quatro produções de estúdio, dentre as quais destaca-se “The Silver Tree", que talvez seja o mais especial de seus álbuns, pois conforme ela própria já disse, ele é uma verdadeira revelação de sua alma.

PERRY JÁ TOCOU NUMA BANDA DE PUNK ROCK:

Antes de formar o Dead Can Dance, Brendan Perry integrou uma banda de Punk Rock australiana chamada “The Scavengers”. Ele se juntou ao grupo em 1977 (ano mais importante da história do movimento Punk), ocupando o lugar do baixista Marlon Hart. A banda foi formada por dois estudantes de Designer Gráfico e só possui um álbum lançado. Podemos dizer que Brendan, mesmo antes da formação do Dead Can Dance, já era bem conhecido no meio underground.

Curiosamente, Lisa, por sua vez, também integrou uma banda Punk, embora aparentemente ela não tenha se envolvido tanto com esse projeto. Além disso, em seu passado, ela foi uma artista de rua, fato que causou muita preocupação em seus familiares...
Brandan e Lisa se conheciam antes mesmo da criação do Dead Can Dance. Porém, ele não cogitava gravar nada com sua futura parceira, pois ele a achava muito vanguardista...

LISA GERRARD E SUA COLABORAÇÃO COM A SÉTIMA ARTE:


Um fato interessante sobre a artista australiana é que ao longo de sua trajetória no universo musical, ela já compôs para inúmeros filmes famosos, tal como "Gladiador" (2000), "A paixão de Cristo" (2004) e "Men on fire" (2004). Lisa sempre foi muito elogiada por suas colaborações com trilhas sonoras de filmes.

O Dead Can Dance é uma banda australiana, formada em 1981.

INFLUÊNCIAS RELIGIOSAS:

Muitas pessoas se perguntam se Gerrard e Perry são religiosos. Conforme eles mesmos já declararam, suas músicas são feitas para que os ouvintes possam se reconectar com suas almas. Brendan, porém, já admitiu que possui enorme interesse pelo Paganismo, com o qual, aparentemente, se identifica bastante.

Lisa já chegou a dizer que todas as religiões, no fundo, estão centradas na evolução espiritual. E para a vocalista do Dead Can Dance, o desenvolvimento espiritual é um crescimento abstrato. Ela também declarou que não costuma falar muito sobre espiritualidade, e que cada indivíduo possui suas próprias fontes para desenvolvimento.

BRENDAN E QUESTÕES POLÍTICAS:

Brendan Perry já se inseriu em várias polêmicas em relação à política. Desde os anos oitenta, por exemplo, ele se recusa a tocar em Israel. Brendan, porém, já fez questão de esclarecer que não é antissemita. Ele já fez várias postagens sobre política - e, aliás, apagou algumas delas...

Referências:

http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,AA1553736-7084,00-LISA+GERRARD+QUER+SER+RECONHECIDA+COMO+COMPOSITORA.html

https://www.google.com.br/amp/s/www.rollingstone.com/music/music-features/dead-can-dance-tour-dionysus-new-album-749693/amp/

https://www.google.com.br/amp/s/www.chicagotribune.com/entertainment/ct-xpm-2012-08-15-chi-dead-can-dance-interview-lisa-gerrard-interviewed-20120815-story,amp.html

http://www.bardomethodology.com/articles/2019/09/25/lisa-gerrard-dead-can-dance-interview/

2 comentários:

TwitterFacebookRSS FeedEmail