Fanzine Brasil

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

ANÁLISE DE SLPEEN AND IDEAL - DEAD CAN DANCE:

Por: Marinho


Spleen and Ideal é o segundo álbum do duo australiano Dead Can Dance. De acordo com o site oficial da banda, o título foi influenciado pelas “ideias simbolistas do século 19”. Sua origem vem de “Spleen et Idéal”, uma coleção de poemas do poeta francês Charles Baudelaire, que se refere “aos conflitos entre a carne pecadora (Spleen), e a luta para realizar o ideal”. 

O álbum em si, é totalmente poético desde seu início até o fim. Parece narrar todas as nossas angústias, receios, medos, enquanto procuramos uma luz ao meio de todos esses tormentos, para finalmente alcançar os nossos sonhos mais profundos.

O mundo continua sombrio, porém, nos tornamos capazes de viver nele e em harmonia, o que não significa necessariamente que nunca mais iremos cair (...)

De Profundis (Out of the Depths of Sorrow) – De Profundis tão tem uma tradução para português. O seu significado original é “um grito interior para expressar os seus sentimentos mais profundos de tristeza e angústia”. O subtítulo entre parênteses (fora dos confins da tristeza em tradução livre) condiz perfeitamente com o título original. A canção traz um instrumental extremamente melancólico, composto por cantos gregorianos e órgão, que se completam harmonicamente e são mesclados com a voz de Lisa, que parece libertar de dentro de si, toda a angústia de seu coração. Ela está realmente saindo dos confins da tristeza, e conseguimos ouvir, no meio desta canção fúnebre, o que parece ser um certo tom de esperança em sua voz.

Ascension – A segunda canção talvez seja a mais sombria do álbum. É parte instrumental bem similar aos interlúdios dos réquiens feitos nas igrejas do século 15. Ascension (ascensão em português) significa “o ato de elevar para uma posição importante ou nível superior”. Neste caso, sobre a morte e a elevação do espírito para o céu. O componente instrumental representa o luto das pessoas próximas do falecido, e os coros no final da canção, a chegada ao paraíso divino. 

Circumradiant Dawn – Apesar de ser menos sombria que a antecessora, é lenta e inquietante. Não há tradução para o título, mas Dawn significa amanhecer em português, e o tom da canção coincide com as horas finais da madrugada e o nascer de um novo dia. 

The Cardinal Sin – É uma canção sobre traição de confiança e egoísmo. Sobre como em épocas passadas, muitas pessoas foram tomadas pela sede de poder, e infligiram o mal a amigos próximos, somente para conseguir o que queriam, e como essas ações, no fim, nos levam a nossa queda, conforme Brendan canta em um dos versos: 

A causa do seu desejo
Também pode te levar ao seu desaparecimento”.

Mesmerism – Como o próprio título sugere (mesmerismo em português), a canção é hipnotizante, e uma prova de que podemos nos conectar com os versos mesmo com um lirismo minimalista. Em uma das poucas músicas em que Lisa canta em algum idioma, ela nos passa um conselho importante: 

“Frágil de coração
Renuncie seus medos
Trancado dentro de si
Todos esses anos
Permaneça na luz
Renuncie seus medos
Porque você foi hipnotizado
Quebre esse período de silêncio”.

Enigma of the Absolute – A canção mais positiva de todo álbum. O seu andamento alegre, e a letra sobre deixar o passado para trás, encontrar um novo amor, e velejar para um lugar distante em busca de conhecimento e renovação psicológica e espiritual, é um dos pontos mais altos do álbum. 

Do outro lado do mar encontra-se a fonte de renovação
Onde você vai ver toda a causa de sua solidão
Pode ser medido em sonhos que transcendem todas essas mentiras
E eu desejo e oro para que possa chegar um dia
Para os braços de um salvador”.

Advent – Após uma canção otimista como Enigma of the Absolute, esta parece narrar a história do protagonista na canção anterior. Toda a viagem de renovação não adiantou, e ele/ela se encontra no mesmo mar de dúvidas em que estava antes. Mas ainda há esperança, no entanto, no qual o advento irá surgir, e curar todos as males de seu coração.

Relaxe seu coração, induza a vontade de amar
Para restaurar a pouca fé que você pode ter perdido
Como a manhã traz renascimento
Um novo dia irá nascer para aliviar nossas mentes perturbadas
Vire-se para o seu lado e sonhe nos dias por vir”.

Avatar – Avatar é a manifestação de uma deidade em uma forma corpórea na Terra. A canção contém uma melodia um tanto sobrenatural e mística, como se uma deidade realmente tivesse tomado conta de Lisa e dos demais instrumentistas... 

Indoctrination (A Design for Living) – Uma crítica aos grandes líderes mundiais e sua sede por poder. Como a luta deles por poder levou o nosso mundo à ruínas, e como somos nós que temos de pagar o preço por isso, e que não podemos ficar satisfeitos com as coisas como elas são. 

Como você pode estar satisfeito com as coisas como elas são
Quando tudo o que nos rodeia agora e muito mais
Permanece dentro do abraço escuro do proprietário?
A sede insaciável por poder fez
Ídolos de mortais, deuses em argila
Soldados em heróis, crianças em escravos
Todos condenados
Seus desejos e esperanças, traídas”.

Reflexão: 

Spleen and Ideal possui temas diversos que se enquadram em vários pontos, não só de nossas vidas particulares, mas do mundo em geral. Egoísmo, luto, esperança e tristeza são alguns desses aspectos que percorrem por todo o álbum, fazendo dele, um verdadeiro retrato da vida de todos os seres humanos. Por mais que negamos tais afirmações todos os dias, esses sentimentos nos encontram. Aqueles que nasceram com o dom de questionar o que está ao seu redor, provavelmente se identificarão com este álbum, pela sua profundidade em temas pouco falados pela maior parte dos indivíduos, por mais simples que eles sejam. 

 A mensagem passada é que o mundo é um lugar sombrio, mas sempre há uma luz no fim do túnel. E se você não enxergar esta luz ou ignorá-la, você estará perdido para sempre nas dúvidas que afligem profundamente o seu coração. O caminho não é fácil de ser percorrido, e muitos não o alcançam por medo ou por ignorância. Aqueles que conseguem atingir esse lado, não se tornam seres iluminados ou superiores, no entanto são capazes de ver a beleza nas pequenas coisas da vida, e até mesmo onde outros acham que não existe. O mundo continua sombrio, porém, nos tornamos capazes de viver nele e em harmonia, o que não significa necessariamente que nunca mais iremos cair, contudo, que podemos nos levantar e alcançar a luz novamente.

Livre-se de sua carne pecadora, e lute para realizar o ideal!











0 comentários:

Postar um comentário

TwitterFacebookRSS FeedEmail