Fanzine Brasil

sábado, 24 de outubro de 2020

AS LOUCAS AVENTURAS DO THE JESUS AND MARY CHAIN

Por: Vannucchi e Marinho

O The Jesus And Mary Chain é uma das bandas mais queridas dos anos oitenta. O single “Just Like Honey” encantou e ainda encanta muitos corações ao redor do mundo. Há muita inspiração e talento por trás dessa música. Aliás, inspiração e talento acompanharam os irmãos Reid desde seus primeiros passos. Em relação ao surgimento do grupo, os músicos já revelaram que a ideia de ter uma banda os acompanhava desde 1977, mas de acordo com Jim: “Durou até os anos 80 porque éramos muito preguiçosos”. Já William afirmou que foi a época perfeita, pois “não havia mais músicas feitas com guitarras. Todos estavam fazendo música pop eletrônica”. Mas o duo de cabelos desgrenhados estava prestes a oferecer algo novo para o mundo. A sintonia entre eles parecia propícia para isso. Os irmãos costumavam se dar bem antes dessa época, antes de formarem a banda. A esse respeito, Jim afirmou: “Sempre brigávamos quando crianças, mas alguns anos antes de formar o Mary Chain, nós nos dávamos muito bem. Descobrimos as mesmas músicas de que gostávamos na mesma época, era eu e o William contra o mundo. Mas aos poucos, e é difícil descrever como, tudo mudou. Quero dizer, há uma quantidade limitada de oxigênio que uma banda pode produzir e de repente estávamos discutindo o tempo todo”.

A partir de uma ideia ousada e uma relação sólida, a história do Mary Chain finalmente começou a ser escrita. Inicialmente, a banda contava com Doug Hart no baixo e com Bobby Gillespie na bateria. Jim Reid se tornou o vocalista após perder no cara ou coroa. Nenhum dos irmãos queria ser o frontman, mas precisaram decidir quem aceitaria o desafio e Jim, relutantemente, acabou sendo o vocalista. William chegou a dizer que gostava muito mais da voz do irmão: “Eu era meio que o vocalista no início, mas quando eu cantava usava minha voz anasalada e meu irmão usava a voz da garganta, o que era muito legal!”.

Just like honey. Just like honey. Just like honey. Just like honey...
 

Foi então que o Mary Chain começou a buscar seu espaço. Inicialmente, a própria banda financiou suas primeiras gravações com o seguro-desemprego que os irmãos Reid recebiam após perderem seu trabalho numa fábrica. Antes de lançarem o icônico Psychocandy, que foi o álbum de estreia, o quarteto lutava para achar lugares onde tocar e constantemente alegava ser uma banda de apoio de qualquer show que encontrasse, apenas para fazer sets curtos e então ir embora. E falando nisso, certa vez, quando questionado sobre qual foi a principal influência para criar o álbum Psychocandy para a revista Vogue, Jim afirmou: “Os anos 80... eu não me sentia confortável naquela década. Tudo sobre aquela época era o exato oposto do que gostávamos. Odiávamos tudo que ouvíamos no rádio e por isso fizemos esse álbum”.

Os primeiros shows da banda eram absurdamente violentos e caóticos. Geralmente, incitados pelos próprios músicos e pela sua equipe, os fãs eram incentivados a jogar garrafas e qualquer coisa no palco, chegando a banda a ser chamada pela mídia de “os novos Sex Pistols”. William afirmou depois que, na verdade, detestava o que via: “Eu odeio e desprezo. Nos atrapalha muito quando se trata de conseguir shows e distorce nossa imagem”. Parte de toda essa controvérsia era incentivada pelo gerente do TJAMC, Alan Mcgee, fundador da Creation Records. Inclusive, ele encorajou os rumores de que a banda havia roubado dinheiro e destruído o escritório do diretor geral da WMG. Anos mais tarde, Alan Mcgee foi o responsável por assinar com uma das maiores bandas do anos 90: o Oasis, também liderada por dois irmãos problemáticos.

Além do caos incondicional em cima dos palcos, a história do The Jesus And Mary Chain foi marcada por diversas polêmicas. Uma das maiores discussões envolvendo a banda foi uma declaração de Jim feita durante entrevista para a TV Belga, em 1985, na qual ele mencionou que odiava o Joy Division. Porém, mais tarde, no aniversário de 30 anos do primeiro álbum, o músico esclareceu essa situação: “Eu odeio aquele vídeo. O que acontece é que íamos fazer uma apresentação e de antemão alguém nos disse – esse entrevistador é muito fã de Joy Division, então o que quer que vocês façam, não falem mal dessa banda – e isso era como balançar uma bandeira vermelha na frente de um touro pra nós. Eu não sabia que anos depois as pessoas estariam assistindo, e a verdade é que Joy Division é uma das minhas bandas preferidas”.

Em seu período de estrada, o TJAMC acumulou muitas outras aventuras em sua bagagem. 

E houve mais polêmicas ao redor dos irmãos. Muitos os detestavam com todas as forças. A BBC odiava o grupo. Em 1986, baniram a música “Some Candy Talking” alegando glamorização do uso de heroína. Jim disse: “Ironicamente, é nossa única música que não fala sobre drogas. Eles na verdade não baniram, apenas não tocaram, o que é uma pena, pois aí teríamos vendido várias cópias”. Mas tudo bem. No ano seguinte, “April Skies” chegou à oitava posição nas paradas musicais, o que significava que finalmente iriam realizar o sonho de tocar no “Top of the Pops”. Eles apareceram bêbados para a apresentação, o que levou a um banimento permanente do programa. Sobre o incidente, Jim disse: “Bem, ficamos sentados esperando o dia todo e nunca gostamos de ficar parados, então é isso, ficamos bêbados. Mas não fizemos nada. Nada foi destruído e ninguém foi xingado, mas o fato de ficarmos bêbados no edifício da BBC foi o suficiente para incomodar de qualquer maneira”. Meses depois a edição americana se recusou a passar os vídeos da banda por alegações de “sacrilégio” por conta do nome. O Top of the Pops e a BBC também se recusaram a tocar o single “Reverence”, de 1992, que inclui os versos “Eu quero morrer como JFK/Quero morrer nos Estados Unidos/Quero morrer como Jesus Cristo/Quero morrer numa cama de espinhos”. Jim mais tarde brincou dizendo: “A verdade por trás disso é uma piada, a ideia de banir o Mary Chain da BBC. A BBC nunca tocava nossos álbuns mesmo”.

Mas o fato é que mesmo entre essas tantas confusões, o The Jesus And Mary Chain ia se firmando cada vez mais. Ao longo do caminho, a formação original do grupo se alterou, embora esse detalhe não tenha impedido a banda de produzir alguns álbuns lendários e de fazer shows inesquecíveis. Uma dessas apresentações ocorreu em 1992, quando o famoso festival Lollapalooza incluiu a banda junto com Pearl Jam, Soundgarden, Ice Cube e Red Hot Chili Peppers. Eles odiaram cada segundo dessa aventura. William disse a respeito: “a pior turnê da minha vida”. Na reedição de 2011 do álbum Honey’s Dead, Jim relembra a ocasião: “Quando começou a turnê, o Pearl Jam tinha o álbum número 1 na América. Então lá estávamos nós tendo que subir no palco às duas horas da tarde após a droga do Pearl Jam! Seu cantor costumava subir nas caixas do PA como uma cabra da montanha e todo mundo ficava louco; então chegava nossa vez, e tocávamos parados como idiotas miseráveis, tocávamos algumas músicas e assistíamos todo mundo comprar cachorros-quentes e camisetas do Pearl Jam”. Ele segue recordando a experiência: “Essa foi a primeira semana, pelo amor de Deus! Tentamos fazer o Pearl Jam mudar de horário com a gente, mas eles não quiseram. Tentamos sair da turnê, mas não conseguimos, então apenas tivemos que nos forçar a isso e ficar totalmente bêbados por 12 semanas. Éramos a vergonha da turnê - todo mundo nos odiava e todo mundo odiava nosso comportamento”. Infelizes durante a turnê, os irmãos Reid começaram a brigar mais do que o normal. William estava de tão mau humor que, quando alguém da tripulação do Ice Cube o encharcou com uma pistola d'água, ele tentou começar uma briga com os integrantes da banda. Como resultado, levou garrafadas e ficou totalmente ensanguentado. Depois de descobrir que o Ice Cube e companhia estavam supostamente carregando armas em seu ônibus, William recuou.

Em seu período de estrada, o The Jesus And Mary Chain acumulou muitas outras aventuras em sua bagagem. E também produziu muitos álbuns qualificados. Esse conjunto de fatos certamente justifica as razões pelas quais se tornaram um mito.


0 comentários:

Postar um comentário

TwitterFacebookRSS FeedEmail